Emagrecimento - Atividade Física - Antes e Depois - Débora Fernandes
Atividade FísicaBoa Forma

Emagrecimento – Atividade Física – Antes e Depois

28.04.2017

A superação e a luta contra a balança. A prova de que, se quisermos, conseguimos! 18kg off!

Minha busca por uma vida saudável.

 

Olá, meninas! Fui convidada pela Débora Fernandes para contar um pouquinho da minha história de superação e busca pelo emagrecimento. Ainda falta muito para chegar ao meu objetivo, mas quem disse que seria fácil?

Sou a Marcia Bueno, tenho 37 anos e sou professora de Língua Portuguesa.  Minha vida sempre foi adjetivada por “a gordinha”, pois nunca fui magra. Quando pequena já me frustrava quanto a isso, as amiguinhas com lindas roupas que caíam super bem nelas, já eu… Vocês imaginam… Mas comer era tão bom! Acompanhava a todos na mesa, nunca fui aquela criança que precisou que insistissem para se alimentar, ao contrário, minha mãe tentava restringir algumas alimentações – eu achava isso uma maldade pura! (rsrs)

Quando adolescente também sofria muito com o bullying e até mesmo pensava que me achavam a pior amiga do mundo, simplesmente em razão da minha constituição física; minha mente me dizia isso e eu acreditava.

Mas nunca deixei de encontrar a felicidade em outras formas de pensar, o fato de ser gordinha passou a ser aceito por mim, pois acreditei que jamais conseguiria mudar essa situação. Claro que, ainda assim, tentava várias dietas milagrosas e por falta de sorte, talvez, nunca recebi o tal milagre: eram dietas da lua, da sopa, da melancia (rsrs). Até medicamentos tomei, não aconselho ninguém a cometer tal loucura, porque depois, o peso voltou e em dobro. Eu precisava era mudar meu pensamento, deixar de “pensar gordo” e me dar conta de que seria capaz de mudar, sim! Mas com reeducação alimentar e atividade física. (Mas quem conseguia colocar isso na cabeça da maluquinha aqui!?)

Após meus 25 anos, o diabetes tipo 2 “me pegou”! E com ele, os altos níveis de colesterol e triglicerídeos. Mas “ia levando” assim mesmo. Não dava muita importância, pois havia medicamentos. Os tomava e seguia a viver com lanches, refrigerante, batata frita (minha paixão! ). O tempo foi passando e foi quando, no início de 2016, comecei a passar mal, ter tonturas, visão turva e dores no corpo. Procurei auxílio médico e o resultado foi que eu estava com altíssimo grau de triglicerídeos (mais de 1100) e os altos índices de glicose também estavam “me atacando” cada vez mais.

Foi quando o médico falou: – Marcia, se não te cuidar, terás um ataque cardíaco ou AVC a qualquer momento, tuas veias estão “se entupindo” de gorduras! – Foi a gota d´água! Me assustei tanto que resolvi seguir as instruções de como melhorar a minha saúde, o que ouvia há anos e não dava importância.

Academia? Nunca fiquei mais de 1 mês em alguma! Emagrecer? Capaz que eu conseguiria! Já tinha me conformado que era genético ou que era meu destino! Caminhar? Era cansativo!

Mas eu precisava fazer algo!

Então foi com o apoio de minha cunhada, amigas e parentes que resolvi mudar minha vida! Procurei uma academia e comecei a mudar minha rotina alimentar.  E acreditem! Eu não sabia fazer um agachamento! Correr? Bem capaz! Não corria nem atrás do ônibus! (rsrs)

Após 6 meses de academia e reeducação alimentar já eram 10kg a menos! Que vitória!  Nossa! Eu posso, eu vou conseguir. (Pensei…). Após 9 meses de academia, já consegui correr 1,5km (mais ou menos) e sem “morrer sem ar”. E mais alguns quilinhos já estavam em off!

Márcia durante o processo de emagrecimento.

Mais um antes e depois da Márcia!

Hoje, já faz 1 ano e 4 meses que mudei de vida.  Com alimentação saudável e acompanhamento da nutricionista (sim, pois o efeito platô “me pegou” e quase caí em depressão desistindo de tudo! Daí que procurei auxílio da nutri. Mas isso é outro assunto que poderei também falar aqui em outra oportunidade.). Agora já são 18 quilos a menos, me livrei dos 3 medicamentos para o diabetes que tomava, minha glicose está controladíssima! Minhas taxas de colesterol e triglicerídeos também normalizaram e minha autoestima… Ahhh! Isso não tem dinheiro que pague!

E sem esquecer que agora já consigo correr 11km (sem caminhar no percurso) e ainda com fôlego e sem pedir ajuda de uma ambulância! (rsrs)

Da esquerda para a direita, Márcia, prof e personal trainer Taimar Marinho, prof de Zumba Marcely Mendes e as colegas de corrida.

Galera da academia Mundo Fitness.

Claro que não teria chegado aqui sem o apoio de muita gente, profissionais da academia; nutricionista (pois a busca de auxílio alimentar pela internet já estava me deixando com mais dúvidas que certezas, outro assunto que podemos conversar em outra oportunidade); marido que entrou na luta comigo (também emagreceu 20kg já, mais que eu! rsrs); e a Jaqueline Vargas, (colunista aqui do blog) minha profe de treinos e corrida! Minha fonte de inspiração e prova de superação!

Antes e depois da Márcia e seu esposo!

Ainda tenho muitos quilinhos para mandar embora, sei que a cada dia meu metabolismo entra em guerra comigo e a luta se torna mais árdua!  Que por muitas vezes me desespero pela demora dos resultados (mesmo sabendo que 37 anos de quilos adquiridos não serão abandonados em pouco tempo). Mas quem disse que eu gosto de facilidades? Seguirei firme e forte rumo ao pódio de minha vida! Rumo a minha festa de 100 anos, com saúde e ainda treinando. (rsrs)

Nós podemos mudar, basta querer!

Ah! E sobre o adjetivo “gordinha” que falei anteriormente, ainda vou mudar essa história! A magrinha chegará logo, logo!

Beijos da Márcia😘

Postado por

Débora Fernandes

Deixe seu recado!

Jaque

Parabéns! História linda!!!


Débora Fernandes

História linda!!! Amei e me inspirei muito!
Mesmo não tendo meu marido me dando força, vou continuar na luta!!


Fatims

Que show de força de vontade!!! Parabens!


Marcia Bueno

Obrigada, meninas. Foi uma grande alegria poder dividir com vocês um pouco da minha história. Espero poder ajudar muitas pessoas que, assim como eu, também sofrem com seus medos e limitações imaginárias. Tudo podemos!
Bora lutar a favor de nossa saúde e bem estar!


Daiane

Parabéns Márcia,tem que ter muita força de vontade e perseverança,admiro pessoas assim,segue firme.Bjos


yuri

Parabéns .