E para quem pensava que a prisão dos hackers suspeitos de invadir os celulares de Deltan e Moro fosse acabar em pizza, se enganou!!

De acordo com o site O antagonista, a Polícia Federal diz, nos bastidores,  não ter dúvidas de que os quatro suspeitos presos nesta terça-feira foram os responsáveis por acessar mensagens do procurador Deltan Dallagnol e por tentar invadir os telefones do ministro Sergio Moro.

Segundo a Crusoé, os investigadores tentam descobrir agora se há outros envolvidos e se houve pagamento pela ação hacker.

Aproveite e me siga no insta!

Mais uma importante informação surgiu do desdobramento da operação Spoofing. Além de R$ 100 mil em espécie ter sido encontrado na casa de Gustavo Henrique Elias Santos, um dos hackers, o COAF indica que ele movimentou R$ 424 mil em transações suspeitas. A mulher dele, Suelen Oliveira, também registrou movimentações atípicas no valor de R$ 203 mil entre março e maio deste ano.

Também podemos ver essas informações no instagram da Dep. Federal Carla Zambeli