Dias Toffoli negou neste sábado, 12/01, um pedido de liminar contra a nomeação de Antonio Rossell Mourão — filho do vice-presidente da República — para a assessoria da presidência do Banco do Brasil.

No despacho, Toffoli afirmou que não é cabível recorrer à Justiça, por meio de reclamação, contra uma medida da administração pública antes de esgotados os recursos na esfera administrativa.

O advogado autor da petição requereu que Mourão e seu filho fossem

Aproveite e me siga no insta!

“incursados na prática de Nepotismo, seja pela via direta, seja pela via cruzada, pois provada a relação de parentesco em conjunto com o nexo causal, as designações recíprocas”.

Fonte: site O Antagonista